Tecnologia

Inovações tecnológicas potencializam as operações em drogarias e laboratórios

Laboratórios e drogarias não são uma exceção na lista de setores que a tecnologia tem potencializado nos últimos anos. Além de colaborar para inúmeras descobertas no ramo da ciência, as inovações tecnológicas fortaleceram a eficiência operacional dos processos farmacêuticos e laboratoriais.

A automação desses ambientes permite que as atividades repetitivas sejam efetuadas por máquinas enquanto a mão de obra humana se concentra em outras áreas, como a de pesquisa, por exemplo. Dessa forma, é possível obter melhores resultados em menos tempo.

Nas farmácias, as tecnologias auxiliam na gestão do negócio e na humanização dos atendimentos. Existem softwares inteligentes capazes de realizar o agendamento de serviços, gestão financeira e contato direto com os clientes.

Os exames clínicos também foram impactados positivamente com a evolução da tecnologia. Hoje, Inteligência Artificial, Big Data e Internet das Coisas (IoT) possibilitam que os testes laboratoriais remotos (TLRs) sejam realizados em qualquer lugar, de forma rápida e eficaz, oferecendo maior comodidade ao paciente. O profissional executa os TLRs através da coleta de sangue ou secreção de nasofaringe e a amostra coletada é inserida em um equipamento que gera o resultado em poucos minutos. Em seguida, o dispositivo envia o diagnóstico por sms ou e-mail ao paciente e laboratório responsável.

Laboratórios e farmácias lidam com a manipulação de medicamentos, o que reforça a necessidade de segurança no setor. No que se refere à questão patrimonial, é de extrema importância a implantação de tecnologias de monitoramento inteligente e controle de acesso para evitar roubos e invasões no perímetro. Os analíticos de vídeo, além de gerarem informações estratégicas que podem agilizar o atendimento, controlam o estoque de produtos e a temperatura necessária para que as substâncias químicas não estraguem.

Em relação à segurança dos profissionais, ressalta-se os cuidados especiais que devem ser tomados durante a manipulação dos químicos presentes nas fórmulas medicinais. Para isso, há equipamentos como cabines de segurança biológica e capelas de exaustão que visam garantir o bem-estar do colaborador.

Ainda na área da saúde, há diversas outras tecnologias com aplicações:

Machine Learning: minimiza erros no desenvolvimento de remédios e aumenta a eficiência de diagnósticos.

Inteligência Artificial: analisa exames de imagem e agiliza diagnósticos, sendo capaz de detectar rapidamente doenças, como pneumonia e câncer.

Internet das Coisas: uma das maiores aplicações dessa tecnologia nos cuidados com a saúde são as pílulas inteligentes, medicações equipadas com sensores eletrônicos que enviam dados sobre o corpo do paciente a dispositivos móveis.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *