Novidades Setor TI Tecnologia

5G no Brasil: Revolução nos negócios e portas abertas para a inovação

A tecnologia 5G chegará ao país com a promessa de maior velocidade e alcance de internet móvel, o que, consequentemente, abre um amplo caminho para a inovação em diversas áreas de mercado. De acordo com uma pesquisa da Viavi Solutions divulgada em junho de 2021, 65 países já estão conectados a essa tecnologia.

O Ministro das Comunicações, Fábio Faria, aponta que, enquanto o 4G veio para impactar a vida das pessoas, o 5G tem o intuito de revolucionar a vida das empresas. Toda a cadeia de produção corporativa estará em constante comunicação, o que irá gerar um alto ganho de produtividade nos processos.

Quais são os benefícios e os impactos gerados no mundo corporativo com a implementação do 5G?

1. Maior velocidade para conexão com aparelhos

Homero Salum, gerente de Engenharia da TIM Brasil, explica que o 5G pode alcançar velocidades entre 1 e 10 Gbps, ou seja, uma diferença de 10 vezes ou mais em relação ao 4G. Isso permitirá melhor qualidade de resolução de imagens e sons de vídeos.

2. Menor latência

“O 5G reduz o tempo que a informação leva para percorrer a rede em até 10 vezes, saindo dos 50 a 70 milissegundos do 4G para uma ordem de 1 a 5 milissegundos”, complementa Salum. A tecnologia será capaz de reduzir o tempo de resposta de um aparelho, aplicativo ou site. Isso será de grande serventia na área da medicina, colaborando com diagnósticos mais precisos, cirurgias e atendimentos à distância.

3. Maior capacidade de dispositivos conectados

Esse avanço provocará aumento de IoT (internet das coisas). No setor do agronegócio, por exemplo, os drones poderão armazenar dados mais específicos para identificar os problemas em plantações. Isso acarretará a otimização da cultura de alimentos e redução de desperdícios.

4. Maior estabilidade de conexão

Chamadas de vídeo terão conexões mais estáveis, podendo ser realizadas a longas distâncias, o que implicará na expansão do trabalho remoto. Além disso, as indústrias se tornarão mais aptas a realizar a automação robótica, promovendo maior segurança aos colaboradores.

O que falta para finalizar a implementação no Brasil?

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou, no dia 24 de Setembro de 2021, o edital de licitação para a quinta geração de redes móveis no Brasil. Ainda, foi agendado para o dia 4 de novembro, o leilão em que as empresas poderão comprar licenças de radiofrequência. Após o leilão, a previsão é que as 26 capitais brasileiras e o Distrito Federal tenham cobertura 5G até julho de 2022.

Um estudo da consultoria Gartner realizado em agosto aponta que a receita mundial do mercado de infraestrutura para redes 5G deverá crescer 39% em 2021, totalizando US$ 19,1 bilhões, contra US$ 13,7 bilhões registrados em 2020.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *