Novidades Setor TI Tecnologia

Visionário da tecnologia: Elon Musk e suas contribuições para o mundo

Com patrimônio líquido atual estimado em cerca de US$265 bilhões (mais de 1 trilhão de reais, segundo a Forbes), Elon Musk é o homem mais rico do mundo em 2022, dono da Tesla, da SpaceX e tem mais um negócio prestes a entrar na conta: o Twitter.

A negociação da compra da rede social por US$44 bilhões não é novidade. Embora este seja o primeiro investimento do bilionário no segmento, o que gerou curiosidade e especulações, o fato é que desde muito jovem Musk traz em seu histórico iniciativas arrojadas e inovadoras.

Ele aprendeu a programar sozinho quando era criança e aos 12 anos fechou seu primeiro negócio: escreveu um código de um jogo de videogame e vendeu por US$500. No jogo, que se chama “Blastar” e está disponível online, o jogador controla uma nave espacial e precisa destruir um cargueiro alienígena. 

Do primeiro lucro com sua criação até hoje, muita coisa aconteceu. Musk fundou e vendeu empresas, captando fundos para seus investimentos mais notórios e, por vezes, até considerados loucura. Atualmente, seus negócios mais conhecidos são a SpaceX, voltada para a exploração espacial (permitir à civilização da Terra viver em outros planetas), e a Tesla, fabricante de carros elétricos. Entre outros empreendimentos estão a SolarCity, que atua com sistemas de geração de energia solar, e a The Boring Company (TBC), de  exploração do subsolo.

Partindo dessas empresas, são inúmeras as inovações tecnológicas que a ousadia de Musk já entregou e está trabalhando para entregar ao mundo. Quer conhecê-las?

– Carros elétricos: Um dos mais conhecidos negócios de Musk é a Tesla, que a tualmente conta com cinco modelos comerciais. Para acelerar a criação de mais modelos de carros sustentáveis, em 2014 Musk tornou públicas as patentes da empresa. Porém, a produção de veículos elétricos não é o único negócio da marca. Além de automóveis, a Tesla investe na produção de componentes para motores, transmissões e baterias, tudo voltado para veículos elétricos, e também em geração e armazenamento de energia. 

– Foguetes reutilizáveis: Entre as diversas criações da SpaceX, que completou 20 anos em abril, merece destaque o foguete Falcon 9, que protagonizou em 2021 a primeira missão espacial comercial totalmente tripulada por civis, que ficaram 3 dias a bordo da Crew Dragon orbitando a Terra. O Falcon 9 teve seu primeiro lançamento em 2015 e é um dos grandes feitos da companhia, contando com tecnologia que torna possível a reutilização de foguetes. Diferente dos foguetes que queimam durante a reentrada na Terra, os da SpaceX resistem a essa etapa e seus propulsores têm a capacidade de pousar tranquilamente em uma base, onde são resgatados para serem restaurados e utilizados novamente.

– Parceria com a Nasa: Graças à parceria com a NASA, a SpaceX contribuiu com a volta do envio de astronautas à Estação Espacial Internacional (ISS) partindo do solo dos Estados Unidos e com aeronave norte-americana. Há diversas pesquisas científicas sendo desenvolvidas entre a agência espacial e a SpaceX, sendo que algumas acontecem na própria ISS. Atualmente, as empresas trabalham juntas em um projeto que visa o retorno do homem à Lua até 2025.

– Missão Marte: A SpaceX também tem direcionado seus esforços ao objetivo de colonizar Marte, tornando o planeta uma segunda opção de “casa” para os humanos. Elon Musk acredita que em 2026 já será possível ter os primeiros astronautas no planeta vermelho. Também, que até 2050, cerca de 1 milhão de pessoas já poderão viver por lá. Por último, mas não menos importante, o bilionário pretende ter fábricas da Tesla construídas em Marte antes de morrer, o que ele estima ser daqui a 40 anos mais ou menos.

– Máquinas x Humanos 1: Musk também tem focado seus esforços e investimentos em inteligência artificial (IA). Na verdade, ele acredita que a IA poderia chegar a um ponto de descontrole, tendo máquinas no comando e colocando em risco a humanidade. Por isso, o bilionário fundou a OpenAI, organização sem fins lucrativos que objetiva beneficiar a população promovendo a democratização no acesso aos conhecimentos sobre a IA. A empresa criou a GPT-3, um modelo de linguagem que escreve artigos acurados e completos, sendo considerados de difícil diferenciação de um texto escrito por um ser humano. Outros projetos da OpenAI são uma rede neural que cria músicas e outra que cria imagens a partir de um texto.

– Máquinas x Humanos 2: Outra proposta nessa linha da AI é a Neuralink, que trabalha para desenvolver um chip que faça uma conexão entre o cérebro humano e os computadores, permitindo que a raça humana consiga acompanhar o desenvolvimento das máquinas, especialmente tendo domínio sobre elas, ampliando suas habilidades. Um exemplo simples dessa tecnologia na prática seria poder mandar mensagens sem precisar digitar ou falar, só usando o poder (um chip) da mente. Teste já foram realizados com macacos.

– Hyperloops: Já imaginou chegar a lugares distantes, por terra, em poucos minutos? Quando o Hyperloop virar realidade, isso será possível. Este meio de transporte seria uma espécie de metrô, só que muito mais rápido e, claro, sustentável. O veículo se locomoveria por dentro de tubos com baixa pressão, como se estivesse no vácuo. Alcançaria alta velocidade (até 1200 km/h) devido à baixa resistência e a energia de origem seria a solar. Musk publicou um artigo com a ideia em 2013 e sugeriu que empresas e universidades desenvolvessem a tecnologia. A HyperloopTT está trabalhando na ideia e já realizou um teste em grande escala na França. A tecnologia já foi inclusive apresentada ao governo do Rio Grande do Sul no ano passado, propondo percorrer o trajeto de Porto Alegre a Caxias do Sul (135 km) em menos de 20 minutos. 

– Tédio no trânsito: O tempo perdido no trânsito também incomoda Elon Musk. A empresa TBC (The Boring Company) tem sua atuação focada na redução de custos para a construção de túneis com avenidas subterrâneas, reduzindo (ou resolvendo) os problemas com congestionamento. Os túneis seriam voltados para veículos elétricos e autônomos da Tesla. Os primeiros testes já aconteceram em 2021 em Las Vegas e a TBC já tem contrato para a construção de 47 quilômetros de túneis na cidade.  

Starlink: Subsidiária da SpaceX, a Starlink traz a proposta de internet de alta velocidade, via satélites que estão em órbitas baixas. Essa tecnologia permite que a internet chegue em áreas remotas, onde a fibra óptica não consegue chegar. O serviço já está disponível no Brasil, para algumas regiões. Para outros locais, basta se inscrever em uma lista de espera no site oficial da empresa. Lá também é possível conferir os valores para a aquisição do serviço.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.