Locação equipamentos TI Setor TI Tecnologia

Notebooks saem na frente em tendência de trabalho remoto no Brasil

O modelo híbrido de trabalho no pós-pandemia é uma tendência no Brasil e em todo o mundo e a tecnologia segue desempenhando o papel de protagonista dessa realidade. Os notebooks têm ganhado cada vez mais espaço nos parques de TI das companhias, já que seu tamanho e mobilidade facilitam a vida dos colaboradores, que se dividem entre o presencial e o home office.

No ano passado, a demanda por notebooks no País já havia mostrado forte crescimento. Segundo matéria do jornal Valor Econômico, as vendas desse tipo de equipamento não foram impactadas pelo aumento do dólar e cresceram 21,9% em volume em 2020 frente ao ano anterior, chegando a 5 milhões de unidades.

Já no primeiro trimestre de 2021, de acordo com levantamento do IDC Brasil, empresa global de inteligência de mercado de TI, as vendas de notebooks para o consumidor final somaram quase 950 mil unidades, enquanto no mesmo período o número de PCs vendidos atingiu quase 150 mil unidades.

Desde o início da crise do coronavírus, as corporações encararam a mudança repentina na forma de operar e investiram em ferramentas que permitissem que suas atividades profissionais seguissem ininterruptas, mesmo em meio à adoção de todos os protocolos de prevenção contra a covid-19.

Hoje, quase dois anos depois do choque inicial, os colaboradores estão muito bem adaptados à nova realidade de trabalho. Um estudo realizado pela consultoria global de recursos humanos, Robert Half, revelou que 86% dos profissionais preferem trabalhar mais dias em casa mesmo após o fim da quarentena. Entre os principais benefícios apontados, estão a maior flexibilidade de horário e o fim do deslocamento até o escritório, dando oportunidade para desempenho de outras tarefas e mais tempo de qualidade com a família.

Um levantamento da Odgers Berndtson, que faz recrutamento de executivos, expôs que 65,1% das empresas pretendem adotar o sistema híbrido no pós-pandemia. Muitas delas notaram que, por seus colaboradores terem mais tempo em casa para organizar seus afazeres, houve um impacto positivo na produtividade e nos resultados.

Os equipamentos de TI são essenciais para a realização do home office, portanto, para atender às demandas atuais, as companhias têm buscado o aluguel de máquinas para os colaboradores utilizarem em suas residências. Entre as vantagens da locação, estão a economia em recursos que podem ser alocados no negócio, a manutenção de equipamentos sempre em dia e a possibilidade de se ter um parque tecnológico atualizado, tanto em termos de software quanto de hardware. Ainda, as empresas que têm como prática o aluguel de equipamentos, relatam a vantagem da substituição imediata, pelo locador, de qualquer máquina que, eventualmente, apresente algum problema, evitando o risco de um colaborador ficar parado por falta do equipamento.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.